Drone da NASA pode ser usado para explorar Marte.

Chamado de Drone de Investigação de Desdobramento Rápido Simplificado (ou SQUID, sigla em inglês), ele poderá ser usado tanto em emergências como na exploração espacial. Com hélices recolhidas, parece uma bola de futebol americano. Aberto e lançado, aciona os rotores e mantém trajetória de voo como um drone comum.

Da Terra ao Cosmos.

Pesando cerca de meio quilo, com 27 centímetros de comprimento e oito de diâmetro, o SQUID é impresso em 3D, o que facilita a sua comercialização. Já existe o projeto de fazê-lo em mais dois tamanhos: com cinco e 15 centímetros de diâmetro – esse último, com carga útil. Os múltiplos usos do SQUID incluem fazer parte de missões espaciais para a maior lua de Saturno, Titâ e, em particular, para Marte. O plano é que o Mars Helicopter Scout seja liberado pelo rover Mars 2020, mas ele ficaria a pouca altura do solo por conta da atmosfera fina do planeta. Lançar um drone como o SQUID aumenta a área a ser explorada, independentemente do terreno à frente do rover no chão.

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook
  • Instagram ícone social
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest-PWA-Icon-Kopie