Celulares serão usados para monitorar aglomerações em São Paulo

A novidade é que o Prefeito de São Paulo Dória, teria feito um acordo com as operadoras principais do Brasil com o objetivo de saber onde as pessoas estão e assim pode agir nos pontos certos para fazer as pessoas voltarem para suas casa.


São Paulo, que registrou as primeiras infecções no Brasil, é o Estado mais afetado pelo Covid-19 com mais de 800 casos e com cerca de 100 óbitos e está sofrendo fortemente com o comércio pressionando a volta da normalidade e a população indo para as ruas formando aglomerações.


O sistema foi lançado hoje e consiste em se basear em ''onde tem mais usuários'' e não pretende olhar as pessoas individualmente, é feito para detectar aglomerações e advertir pessoas e isso sem gerar altos custos para o estado.



Aqueles que estiverem nas ruas poderão levar multas e até mesmo serem presos caso descumpram a quarentena e em entrevista, Dória disse: "Isolamento social não são férias. As pessoas precisam ter consciência disso. Não basta se deslocar da capital ou região metropolitana para ir ao interior ou litoral para estar a salvo. Pelo contrário, você está aumentando o potencial de risco nessas regiões."


Além do governo saber onde você está, também serão enviadas mensagens para te alertar sobre o número de pessoas infectadas na região, não foi informado se você receberá mensagens de forma obrigatória mas ao que parece esse é o objetivo.


Curtiu nosso conteúdo?


Confira nossa última matéria: Coronavoucher em aplicativo Falso é sugerido na Playstore


Siga a gente no Facebook, Instagram e Twitter!


  • LinkedIn ícone social
  • Facebook
  • Instagram ícone social
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest-PWA-Icon-Kopie