É revelado o primeiro mapa geológico da Lua com alto nível de detalhes

Foi revelado essa semana que um órgão chamado USGS (Cientistas dos Estados Unidos de pesquisas geologicas) junto com a Nasa desenvolveram o primeiro mapa da superfície da lua com um íncrivel número de detalhes, O mapa digital tem o nome de (Mapa Geológico Unificado da Lua) e é um dos primeiros feitos em uma escala de 1:50,00,000.


A foto foi divulgada no Twitter da USGS:



A Lua é o único satélite natural da Terra e a sua formação remonta a cerca de 4,5 mil milhões de anos atrás. A concepção de um mapa tão nítido e abrangente é um avanço no campo dos estudos lunares, pois pode ajudar os cientistas a compreender melhor a Lua. Em Outubro de 2019, a Organização Indiana de Investigação Espacial (ISRO) tinha lançado imagens da Lua com uma resolução espacial muito elevada, tiradas da órbita de Chandrayaan-2. A agência espacial americana, NASA, lançou também um conjunto de dados visuais da superfície lunar que pode ser utilizado para criar uma experiência virtual da Lua em jogos e outras aplicações multimédia na mesma altura. Cientistas envolvidos no mapeamento do estado da superfície lunar, dizem que o objetivo deste projeto era criar um recurso para a investigação científica e que ela como um todo possa utilizar desses dados para missões futuras.


Com esse mapa temos um alto conteúdo da geologia da Lua, incluindo as manchas escuras e brilhantes presentes na superfície lunar. A declaração oficial do USGS afirmou que a informação de seis mapas regionais da era Apollo foi utilizada para criar o mapa digital, para além dos dados actualizados das recentes missões de satélite à Lua. A declaração acrescentava ainda que "os mapas históricos existentes foram redesenhados para os alinhar com os conjuntos de dados modernos, preservando assim as observações e interpretações anteriores - juntamente com a fusão de dados novos e antigos". O mapa digital possui mais de 40 unidades geológicas mapeadas ao longo de toda a superfície lunar. Além disso, as unidades são decompostas em grupos baseados em atributos e materiais de crateras, bacias, terrenos, planícies, formação de Imbrium, formação Orientale, e unidades vulcânicas. Segundo os relatórios, as diferentes regiões coloridas no mapa representam as elevações dos tipos de rochas. Portanto, este novo mapa digital consiste numa descrição unificada de tudo o que está presente na superfície lunar e de dados de outras pesquisas coletados, incluindo as camadas rochosas da Lua.

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook
  • Instagram ícone social
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest-PWA-Icon-Kopie